Atleta belga pega no “doping mecânico” se aposenta

Femke Van Den Driessche - Belga

A atleta Femke Van den Driessche, de apenas 19 anos, anunciou que não vai se defender junto à Comissão Disciplina da União Internacional de Ciclismo por fraude tecnológica, no Mundial de ciclocross de Zolder, na Bélgica, em janeiro. Ela ainda anunciou que vai se aposentar.

O caso é considerado o primeiro caso de “doping mecânico” da história do ciclismo. “Havia um motor escondido na bicicleta, foi claramente uma fraude tecnológica”, declarou o presidente da União Internacional de Ciclismo, Brian Cookson, no final de janeiro.

Primeiramente a atleta, que é Campeã Europeia sub-23 de ciclocross, negou o “doping mecânico” e disse que a bicicleta era de uma amiga. Agora, no entanto, ela voltou atrás, decidiu não se defender e anunciou a aposentadoria aos 19 anos.

“Depois de consultar meus advogados e minha família, eu decidi não me defender mais. Eu decidi parar com o ciclocross. Os custos da audiência, na Suíça, serão muito altos para mim. Eu agradeço às pessoas que me apoiaram e ainda apoiam, meus advogados, amigos e torcedores. Quero continuar minha vida em paz e com esperança de que as pessoas entenderão isso e respeitarão a minha decisão”, explicou a atleta.

A suspensão por doping mecânico da atleta poderia chegar a seis meses e uma multa de 205 mil dólares, quase 750 mil reais.

  • Do site Uol
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s